Rios profundos

Rios profundos é o título do romance do escritor peruano José Maria Arguedas que dá nome a esta secção.

“Rios de raças, pátrias de raízes”, no dizer de Neruda. Amazonas, Magdalena, Urubamba, Orinoco abrindo caminhos entre “arvoredo, sarça selvagem.”

Também o Rio São Francisco, carinhosamente “velho Chico”, navegado por Rogata Soares del Gaudio na crónica que vos convidamos a ler na subpágina.